The Uncut Book

30 Abr 2015

In the earlier days of book making, books were printed on large sheets of paper, with eight or more pages being printed on the same sheet. The sheet was folded, forming one signature. The signatures were stacked in order and then sewn together. The pages were trimmed, the book was covered and it was ready to be sold.

Occasionally, the fore edge of a book was not trimmed properly and the pages weren’t cut apart. It was commom reading a book having a paperknife (a variation of a letter opener) within reach, and the reader would anxiously expose each page cutting it apart, to continue reading. It was a pleasure for them to do so.

Nos tempos antigos de fazer livros, livros eram impressos em folhas grandes de papel, com oito ou mais páginas impressas nessa mesma folha. A folha era dobrada, formando um caderno. Os cadernos eram colocados um sobre o outro e então costurados juntos. As páginas eram refiladas, recebia a capa e estava pronto para ser vendido.

Algumas vezes, a lateral do livro não era refilado apropriadamente e as páginas não eram cortadas umas das outras. Era comum ler um livro tendo uma ‘paperknife’ (variante de abridor de cartas) ao alcance, e o leitor iria ansiosamente expor cada página cortando-as para continuar lendo. Era um prazer fazer isso.

IMG_3259_blog

Some people had no idea that in the 1900’s this was a common practice, since modern books are made with pages glued together (no longer made in the signature’s way). They would even return a book thinking that it was flawed, wondering “how could you sell me an uncut book?!”.

If you find an old uncut book, that means the book was never read, and that you will be the lucky one to awaken it. You will be the one to give it life, and reveal it’s unseen words. You’re allowing the book to fulfill its purpose. There is beauty in the romantic awaking of being the first to open a book.

Muitos não tem ideia que nos anos 1900 essa era uma prática comum, já que os livros modernos são feitos com páginas coladas juntas (não mais no modo de cadernos). As pessoas poderiam até devolver um livro pensando que aquilo é defeito, pensando “como puderam me vender um livro com as páginas não cortadas?!.

Se você encontrar um livro antigo que não tenham as páginas cortadas, esteja certo de que esse livro nunca foi lido, e que você vai ser o sortudo para acordá-lo. Você será quem dará ao livro vida, e revelar suas palavras ainda não lidas. Você estará permitindo o livro cumprir com seu propósito. Há beleza no romântico ato de ser o primeiro para abrir um livro.

IMG_3505_blog

Italo Calvino in his book “If on a Winter’s Night a Traveler”, describes how it was reading an uncut book: “This volume’s pages are uncut: a first obstacle opposing your impatience. Armed with a good paper knife, you prepare to penetrate its secrets. With a determined slash you cut your way between the title page and the beginning of the first chapter.”

Italo Calvino em seu livro “If on a Winter’s Night a Traveler”, descreve como era ler um livro com páginas não cortadas: “Esse volume de páginas não são cortadas: um primeiro obstáculo para sua impaciência. Armado com um bom abridor de cartas, você prepara para penetrar seus segredos. Com um determinado golpe você corta seu caminho entre a página do título e o começo do primeiro capítulo.”

IMG_3498_blog

To cut a book, you may use a letter opener or knife. Hold the book with one hand, while the other hand work slowly and evenly with the letter opener to cut the pages.

Para abrir um livro, você pode usar um abridor de cartas ou faca. Segure o livro com uma mão, enquanto a outra mão trabalha devagar e constante com o abridor de cartas para cortar as páginas.

IMG_3309_blog

A few of the books we make are made similarly. Using primitive binding structures and uncut pages, giving you the opportunity to revisit ancient times through personally exposing the blank pages of your new book, giving it life with what you put inside.

Visit our Etsy shop to get your Uncut Book.

Alguns dos livros que fazemos são feitos como esses. Usando estruturas de encadernação antigas e páginas não cortadas, dando assim a oportunidade de você reviver os tempos antigos expondo-se às páginas em branco do seu livro preenchendo com o que você quiser nele.

Visite nossa loja no Etsy para comprar seu Uncut Book.

TALVEZ GOSTE DISSO:

8 Comentários

  1. Camila Faria | 4 de Maio de 2015

    Muito bonito esse processo, ainda mais descrito pelo maravilhoso Italo Calvino. <3

    • kandisdesign | 6 de Maio de 2015

      Lindo o que ele descreveu, né? <3

  2. Cristina Barbas | 3 de Maio de 2015

    Oi!

    Nossa… Não sabia dessa história… Acho até que já vi utilizarem o abridor de cartas em filmes, mas não sabia o lado histórico… Que interessante!

    Abraços, Cris

    • kandisdesign | 6 de Maio de 2015

      Que legal Cris! Nunca tinha visto isso em lugar nenhum e quando descobri num curso que fiz foi total surpresa! Agora sabendo talvez preste mais atenção quando aparecer em filmes ou coisas assim. :)

  3. Clay | 1 de Maio de 2015

    Eu já tive esse prazer, meu avô tinha vários livros que não foram cortados (e se duvidar ainda tem) <3

    • kandisdesign | 6 de Maio de 2015

      Ahhhhh!! To morrendo de inveja!! Haha :)

      Veja lá se tem, e se tiver me mostra fotos?? <3

  4. Emerson | 1 de Maio de 2015

    Muito legal saber dessa história!

    Samandra, você recebeu o meu último email? Bjus.

Deixe seu comentário

NOME
EMAIL (não será publicado)
SITE/BLOG
COMENTÁRIO